Páscoa: não consegui matar o coelho... com uma cajadada só!!

        Na casa dos meus pais, a Páscoa, assim como o Natal, sempre foram muito mais eventos e momentos de empolgação com o Coelhinho e o Papai Noel, do que uma celebração religiosa!
        A expectativa criada em torno dessas figuras simpáticas, que traziam ovos de chocolate ou presentes, era algo cultivado com afinco! Nas duas datas, havia o incentivo de se escrever cartinhas, às vezes semanas antes, contando do bom comportamento, pelo qual se recebia, vez ou outra, antecipadamente, um chocolate, balas, ou alguma bobaginha (me lembro de papéis de carta!).
        Claro, tenho ótimas recordações dessa época! Das cartas escritas, da caça aos ovos, da surpresa ao pé da cama! Tudo isso me traz ótimas lembranças da minha infância!
        E aí?! Ah, e aí que apesar das boas lembranças, acho que não quero mais fazer da mesma forma com meus filhos... Mas porque?! Que mal tem um Coelhinho amigo que traz chocolate?!
       Pra começar, acho o preço dos ovos um absurdo, e não quero incentivar o consumo de doces para as crianças! Ah, mas tem o brinquedinho... sim que poderia ser comprado, sem o ovo, por um terço do preço! (Ainda mais no nosso caso, que não levamos os meninos para fazer compras, ou seja, eles nem sabem quais são as possibilidades de consumo!).
       Mas, na verdade, o que mais me incomoda, é que eu gostaria mesmo que meus filhos aprendessem sobre o amor e toda a ideia de transformação que essa época representa. Não temos religião definida por aqui, mas, com certeza, a vida de Jesus é um dos nossos maiores exemplos. E a celebração da Páscoa não é para isso?!
       Porque, de repente, a gente nem se lembra mais o que o coelho e os ovo deveriam representar, e tudo vira consumo...
       Então, que sentido faz? ... É isso que eu tenho me perguntado!
       Mas... e a magia da Páscoa? E os ovinhos escondidos? Ah gente, na boa, eu acho que qualquer brincadeira de esconder, com os meus filhos, vai ser tão divertido quanto procurar ovinhos!                    Crianças, especialmente as pequenas, se divertem pela intenção e interação, e não pelo que vão ganhar... Essa parte a gente ensina (ou estraga) elas com o tempo!
       Mas... E o coelhinho vai passar na casa dos amiguinhos e não vai passar por aqui? Ai, ai... Me sentiria muito malvada em dizer para eles que o tal do coelho não existe!
        E aí?! Qual é a saída, agora que eu já ensinei que o tal do Coelho existe?!
        Então, não consegui encontrar uma saída de curto prazo para a situação! Falarei do que realmente representa a Páscoa, e o ovo deles já está aqui... Mas junto com os ovos, esse ano, o Coelhinho vai deixar uma cartinha de despedida...! Se vai dar certo?! Ano que vem volto e conto pra vocês!
         Abaixo, a cartinha do coelho! ...


                                                                      Queridos Helena, Apolo e Ulisses!
         Estou escrevendo essa cartinha, porque quero combinar uma coisa com vocês! Vocês se lembram o que é Páscoa?!
         Páscoa é a época em que mataram Jesus. Jesus amava todo mundo  e ensinava para as pessoas como amar os outros e praticar o bem! ... Mas porque mataram ele então?!
        Algumas pessoas, que ainda não sabiam amar como ele, ficaram com inveja e, então, bateram em Jesus e o mataram! Triste isso né?!
        Mas três dias depois de toda essa história, Jesus aparece, para mostrar que ninguém morre de verdade! E esse é o dia da Páscoa! Então Páscoa é um dia de alegria! Dia de celebrar a vida!
        Tá, mas e eu, o Coelhinho, o que eu tenho a ver com a Páscoa? Sabiam que uma Coelhinha pode ter até 12 filhotinhos de uma vez? Então fui escolhido para representar a Páscoa porque represento a vida!
        Ah, mas meus filhotinhos não nascem de ovos, eles crescem na barriga da mamãe coelha, como vocês cresceram na barriga da mamãe de vocês! Mas como Páscoa é para celebrar a vida, e eu não conseguia fazer barrigas de mamães com filhotinhos coelhos dentro para dar para as crianças e ensiná-las que Páscoa é vida, decidi fazer ovinhos de chocolate!
       Só que sabem o que aconteceu? As crianças passaram a se lembrar só dessa parte da Páscoa, e esqueceram que tudo aconteceu foi por causa da história de Jesus! E... isso tem me deixado triste!
       Então, sabe o que eu decidi?! Que vou parar de dar ovos de chocolate para as crianças!  Porque acredito que elas podem voltar a aprender, o que muitos adultos já esqueceram: a comemorar a Páscoa sem ganhar chocolate!
       Eu tenho acompanhado vocês, o ano todo, e tenho visto,  que nos fins de semana, vocês sempre comem algum docinho, não é verdade? Então nem precisa de Páscoa para isso!
       Ah, e também descobri que chocolate não é muito saudável...   Nem chocolate, nem balas! Então, obrigada pelas balinhas que deixaram para mim, mas fiquei mesmo com a minha cenoura!
        Comida saudável é bem melhor, faz meu pêlo ficar brilhante, e os meus dentes mais fortes! Ah, e me dá mais energia também, pra pular mais alto e correr mais rápido! Já repararam que quando vocês comem coisas saudáveis o cabelo cresce mais,  o dente fica mais branquinho e vocês tem mais energia para brincar?! Então!
       Espero que não fiquem chateados comigo! Eu ainda vou passar para outras crianças, que talvez não entendam tudo isso que eu estou dizendo!
       Ah, e esse ano, como ainda não tinha combinado, podem procurar o ovinho que deixei para você Helena, e para você Apolo! Ulisses, você, que acabou de chegar, já pode aprender de um jeito mais legal o que é a Páscoa!
       Então, feliz Páscoa para toda a família de vocês! Ano que vem eu não volto! Vou ficar por aqui, tentado ser bom e amável como Jesus!
                                                      Abraços felpudos, cheios de vida...
                                                              COELHINHO DA PÁSCOA!

 50 likes

 

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now