Vai Brasil!

          Não, esse post não está atrasado! Sim, eu vi o jogo ontem! Confesso, tive que resistir para que o post não se chamasse "Gol da Alemanha!" Rss...
          Tem assuntos que são mais do que “batidos”, mas não resisti!...
          Na minha primeira Copa do Mundo, eu tinha 2 anos. Não me lembro de muita coisa, mas me lembro de algumas coisas: da minha mãe subindo no muro para pendurar bandeirinhas, e, especialmente, de algumas pessoas rindo de mim, outras achando bonitinho, e outras, finalmente, me consolando, porque eu chorava copiosamente diante da derrota do Brasil.
          Claro, como péssima seguidora de futebol que sou, não tenho ideia de qual foi a fase na qual o Brasil foi eliminado naquela Copa, não sei nem mesmo onde foi a Copa de 1982, mas sei que ideia eu quero passar hoje, para meus filhos, em relação à algumas coisas.
          “Mas que importância tem o futebol?” Muitos questionam... “O Brasil deveria fazer mais hospitais...”
           Ah sim, o Brasil deveria fazer mais hospitais, mais escolas, mais um monte de coisa. Mas não foi por ter realizado a Copa aqui que o governo não fez, e não faz tudo isso. A última Copa que ocorreu no Brasil foi em 1950, e as nossas queixas, as demandas do povo brasileiro, são muito parecidas, desde aquela época. 
         Muitos investimentos poderiam ter sido concretizados pela oportunidade da Copa do Mundo. Muitos não foram, outros não foram concluídos, e há ainda outros que já até caíram. Mas pra mim, isso não é culpa da Dilma. Só dela não. Sim, temos vários problemas nesse governo, como em todos os que já passaram por aqui. Quais foram as grandes obras concluídas do governo FHC? Alguém sabe me dizer? Eu não sei! 
          O problema não é da Dilma, não é do FHC, o problema é nosso! O problema nem é só não saber votar, porque, convenhamos, as opções não são lá muito atraentes... O problema é nosso porque a gente esquece que a gestão pública não é feita apenas pelo presidente; é nosso que não sabe de nada: não temos informação e não vamos atrás dela, compartilhamos coisas nas redes sociais sem sequer termos o cuidado de verificar se são verídicas ou não, somos manipulados pela imprensa, não temos senso crítico...
          O problema não é futebol, não é a Copa do Mundo. É a nossa postura diante da vida, que se reflete, em grande escala, nos problemas do nosso país. 
          Eu posso ensinar para os meus filhos que escola e trabalho é ruim: que dia de jogo é “o dia de não ir para a escola” ou “o dia de não ir trabalhar” como se essas duas coisas fossem o sacrifício de todos os dias, do qual estamos sendo poupados. Ou posso frisar que estamos tendo a oportunidade de, de vez em quando, abrirmos mão dos nossos compromissos diários, para torcermos juntos pelo time do nosso país, e que torcer junto é oportunidade de confraternizar, mais uma oportunidade de estar com a família. 
          Esporte é legal, faz bem pro corpo e pra alma. Esporte é interação com o outro, é respeito, é aprender a competir, e, como em toda competição é aprender a perder... e saber ganhar.        
          Ontem os alemães poderiam ter “tirado sarro”, em campo, e fora dele.... 7 x 1 nos donos da casa, 7 x 1 contra o Brasil, que ainda é referência no futebol (sim, é referência, com jogadores que compõe os melhores times internacionais de todo o mundo, o time que já foi campeão mais vezes de Copa do Mundo). Não, eles não fizeram isso, deram exemplo, exemplo de como ganhar, de respeito. É esse exemplo que eu quero que meus filhos aprendam. Porque é bom ganhar, mas humilhar os outros não é nada bom. 
          Ontem tivemos goleada: ótimo exemplo para aprender a perder! Ótima oportunidade para trabalhar o orgulho. Ótima forma de treinar o bom humor. Não o humor que ofende, que denigre a imagem do outro. O equilíbrio entre o saber rir e o não-debochar... Afinal, nem tudo é piada! 
         Ontem eu vi gente por aí deixando de torcer, tirando a camisa...  Não é isso que eu quero ensinar para os meus filhos: que a gente só fica do lado de quem ganha. Sim, ontem, mesmo depois de já ter tomado tantos gols, ainda incentivava meus filhos a torcer! E comemoramos nosso único gol! ... 
          Enfim, é futebol, mas não é só futebol, né?! Aqui a gente torce para e pelo BRASIL! 

 (82 likes)

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now