Toda mãe?! Bom, eu não, obrigada!!!

 

       "Toda mãe, especialmente as britânicas, sonha em vestir suas crianças como o bebê real". Eis o que dizia a reportagem “Efeito George: roupinhas usadas por bebê real viram febre e somem das lojas"  que apareceu na minha tela ontem quando abri a net. 
          Não, sinto muito, não faz parte dos meus sonhos vestir meu filho como um bebê real.
         Tenho tentado absurdamente fugir do julgamento, mas confesso que algumas muitas coisas ainda me pegam... Quando leio reportagens como essa, sabe que me sinto quase desrespeitada como mãe?!
          Ok, cada um veste seu filho da forma como achar mais conveniente... Mas isso me faz parar pra pensar: o que temos passado como valores para nossos filhos hoje em dia?
          Poxa, mas é só uma roupa? Alguns argumentariam... Será?
          Sem contar todas as questões envolvidas no assunto: consumismo, moda, etc... Na verdade, confesso: tenho um problema com essa história de príncipe! Quando penso em realeza, a primeira ideia que me vem à mente é de privilégio, de ser servido, de ordenar... Pensando assim, não, eu não quero ter um príncipe em casa. Não, eu não quero “criar” um príncipe por aqui. Quero contribuir para o crescimento de um homem que compreenda que ele é igual a todos os outros; que aprenda a servir; que saiba ordenar, mas reconheça que tem horas na vida em que é preciso aceitar, obedecer.     

 

(87 likes)

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now