$ Dicas de Compras $

     

      Com certeza, se você está esperando ou teve um bebê, já deve ter procurado na internet uma lista com dicas sobre quais coisas deve comprar.
      Na verdade, precisamos confessar: a empolgação com a chegada desses novos seres em nossas vidas pode fazer com que alguns pais, em especial aqueles de primeira viagem (sim, em geral a empolgação, na primeira vez, é maior), cheguem a se endividar para montar “aquele” enxoval!
      Mas o que vale realmente a pena comprar? O que é desejo, e o que realmente é necessário? Quais produtos escolher?
      Depois de ouvirmos de amigos, muitas vezes, o pedido de dicas sobre qual carrinho, cadeirão, cadeirinha ... (e eteceteras sem fim! Rss...) achávamos que era bom de comprar, e considerando nossas três crias e esses cinco anos de consumo de produtos infantis... pensamos aqui: porque não compartilhar as nossas impressões? Não pretendemos aqui montar uma lista igual as que já tem por aí... mas decidimos criar uma seção, no nosso site, para falarmos dessas coisas! E a seção tem nome:  "Orçamento Familiar”!
      Mas porque Orçamento Familiar?! Porque, antes de pensar o que comprar, acho que nós precisamos refletir sobre o que orienta os gastos financeiros de nossas famílias.
      Considerando o tanto de dinheiro que posso gastar, quais são minhas prioridades de consumo?
      Tem gente que acha um absurdo o preço para contratar uma equipe e ter um parto humanizado, por exemplo, mas compra um jogo de quarto que custa esse mesmo valor! E aí?! E aí, sem julgamento, mas ter noção das nossas prioridades pode ser bem legal: pode resultar, independente das nossas escolhas, em um consumo mais coerente e consciente. E um padrão de consumo assim, com certeza, tem a capacidade de nos tornar mais satisfeitos com os nossos gastos e, quem sabe, até menos endividados!
         Como funciona a coisa por aqui?!
         Nem vou falar que não queremos gastar muito, porque hoje em dia, com o preço que as coisas estão, isso é quase missão impossível! Então, apesar das coisas de bebê serem irresistíveis, e as vezes sucumbirmos ao desejo incontrolável de comprar o que achamos LINDOOOO, a nossa proposta nunca foi comprar coisas demais.
          Tem gente que não se importa de ficar endividado! Nós, tentamos controlar as contas! Não digo que não compramos nada parcelado, ou outras coisas desse tipo, mas estabelecer um limite é importante né gente?! O básico: se não temos dinheiro e não é prioridade, não compramos!
          Além disso, outro princípio por aqui é o seguinte: se eu posso gastar menos, porque eu vou gastar mais?! Mesmo que a gente tenha dinheiro disponível, economizar nos permite gastar o nosso dinheiro com outras coisas (olha a questão da prioridade de novo!) que achamos legais como, por exemplo, viajar!
         Como assim, gastar menos?
         Uma questão fundamental pra gente está clara: status não é algo que buscamos quando compramos coisas para os nossos filhos. Não fazemos questão de desfilarmos por aí com a bolsa da marca x, o carrinho da marca y, a roupa daquela grife, ou outras coisas desse tipo.
         Não achamos que seja regra que coisas mais caras sejam melhores do que coisas mais baratas! Já compramos coisas de padrão de qualidade muito semelhantes, e com preço muito diferentes.
         Priorizamos a qualidade dos produtos, mas não a marca, nem o local de compra. Não, não fazemos questão de comprar na loja X do shopping se a loja Y do bairro tem um produto similar! Sim, já descobrimos que algumas marcas são melhores que as outras, mas nem sempre é a mais conhecida, que, muitas vezes, as pessoas pagam três vezes mais porque são marcas de referência.
           Tem gente que acha que somos “pão-duros”... Quem nos conhece, sabe que eu e marido somos, por formação, Economistas. Mas não, não é por isso! Eu prefiro dizer que somos criteriosos com nossos gastos! Preocupação financeira está longe de ser um fator que contribui para a felicidade familiar! Então: gasto consciente, de preferência de coisas BBB – boas, bonitas e baratas! Impossível!? ÓH, claro que não! Pelo menos, nem sempre! Rsss...
           Ah... uma coisa importante! Não temos problema em fazer propaganda de produtos e marcas: acho que coisa boa a gente tem mais é que divulgar! MAS... nosso site não tem fins lucrativos e não é financiado por ninguém. Assim, falaremos o que realmente pensamos a respeito das coisas, ok?!
         Além disso, precisamos deixar claro uma coisa: a nossa opinião se refere a nossa experiência! Então, esperamos contar com a ajuda de vocês nos palpites e sugestões! Inclusive nos contrariando, se não concordarem com as nossas indicações, pode ser?!
          Acho que essa troca pode ser bem legal!!!! E vocês?                    

(38 likes)

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now